TUDO QUE PRECISA

SABER SOBRE

UM GUIA PARA GARANTIR A

SUA CASA PRÓPRIA

MINHA CASA

MINHA VIDA

Por que usar o minha casa minha vida?

O Minha Casa Minha Vida é um programa de financiamento imobiliário que torna o sonho da casa própria uma realidade para famílias de baixa renda, tornando a compra de imóveis mais acessível para a população.

Com ele, o seu dinheiro é investido em uma propriedade que será verdadeiramente sua e o governo paga parte dela por você, de acordo com a renda da sua família.

Isso garante também mais tranquilidade à sua família, que terá certeza de que está
investindo em um patrimônio que será repassado aos filhos e não precisará se preocupar em procurar um o contrato de aluguel com preço razoável.

• Carteira de identidade (RG) ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH);

• CPF;

• Comprovante de renda dos últimos 3 meses

• Contrato de prestação de serviços (Profissionais autônomos);

• Extrato do FGTS;

• Cópia da Carteira de Trabalho (CTPS);

• Declaração de Imposto de Renda (Pessoa Física);

• Comprovante de estado civil.

Confira os documentos necessários para dar entrada no seu financiamento:

Composição de

renda & obtenção

de crédito.

Se apenas uma pessoa na família não contar com recursos suficientes para assumir o financiamento do Minha Casa Minha Vida, isso não é um problema: a composição de renda pode ser feita com outras pessoas do agregado familiar...


Para isso, todas as pessoas que assumirem a titularidade do financiamento precisam apresentar os documentos listados na página anterior.


Porém, é importante entender também as
condições para receber o subsídio do Minha Casa Minha Vida. Ele é possível quando:

• O titular do financiamento não está com o CPF negativado no SPC ou SERASA;


• A renda familiar for inferior a R$7 mil mensais;


• O financiamento puder ser pago em até 30 anos;


• O cálculo para o pagamento total do imóvel é feito de forma que a amortização ocorra até o titular do financiamento completar 80 anos;


• O titular não é proprietário de nenhum outro imóvel na cidade em que pretende fazer o financiamento;


• O titular não tem nenhum outro financiamento imobiliário ativo em seu nome;


• O titular não recebe nenhum outro auxílio financeiro governamental.

Faça agora a avaliação do seu crédito para o Minha Casa Minha Vida e fique um passo mais próximo da sua casa própria! Preencha o formulário que entrarei em contato para te ajudar a realizar seu sonho!

Não perca tempo!

Para facilitar na compra do imóvel, os trabalhadores de carteira assinada podem usar o saldo do seu FGTS como entrada no apartamento, de forma a agilizar o pagamento da propriedade e reduzir o número de parcelas da dívida. Porém, isso não é possível para quem usou o FGTS na compra de outro imóvel nos últimos 5 anos.

Além disso, também
é possível fazer saques do FGTS a cada 2 anos para reduzir o que ainda falta ser pago do financiamento.

SUPER DICA!

Potira Rodrigues

Condições de pagamento & Subsídios

Para que as famílias tenham a compra da casa própria facilitada, o governo paga uma parte da compra do imóvel (os chamados subsídios) e oferece uma incidência de juros abaixo do mercado para famílias com renda bruta de até R$7 mil mensais. O montante do subsídio e o valor dos juros ao ano vai variar caso a caso, de acordo com a capacidade de compra e o valor de entrada que a família tenha ou não para oferecer.

No que diz respeito à quantidade de parcelas para a compra do imóvel, ele poderá ser quitado em até 360 meses. Ou seja, sua família poderá pagar o financiamento em até 30 anos, em suaves prestações. É claro que, caso exista capacidade financeira para quitar a dívida antes dos 360 meses, o financiamento pode ser calculado para se encerrar antes.


Já no que diz respeito ao valor das parcelas a serem pagas mensalmente, a Caixa Econômica Federal irá fazer o cálculo do seu financiamento baseado em duas tabelas de precificação: as tabelas SAC (Sistema de Amortização Constante) e PRICE.

Na tabela PRICE, as parcelas são fixas do primeiro o último mês. No início do financiamento, o valor quita majoritariamente os juros. Conforme menos juros restam a ser pagos, mais o valor começa a ser dedicado para reduzir a sua dívida.

Já no SAC, as parcelas a serem pagas são menores conforme o financiamento fica próximo do fim. Isso acontece porque as parcelas são compostas de redução da dívida + juros. Mas, como os juros incidem sobre o montante devido e este está diminuindo, o valor da parcela correspondente aos juros diminui também. Qual sistema de pagamento será o escolhido para o seu caso depende da sua capacidade financeira.

Compra da casa própria facilitada

Quantidade e valor das parcelas a serem pagas mensalmente

Tabela PRICE

Tabela SAC

Portanto, não perca tempo: faça agora a avaliação do seu crédito para o Minha Casa Minha Vida e fique um passo mais próximo da sua casa própria!

Preencha o formulário e vamos conversar para:


• Encontrar a casa perfeita para você e sua família;
• Quanto você precisa dar de entrada;

• Quantas parcelas irá pagar;

• Qual valor da parcela e taxa de juros.

Realize seu sonho da casa própria!

Quero conversar!

Entre em contato comigo

Não perca tempo e inicie logo a realização do seu sonho

Quem é Potira Rodrigues!

Eu me orgulho de fazer um trabalho diferenciado e foi através dele que me tornei a corretora referência no mercado imobiliário local. Desde 2017 já ajudei 101 famílias a realizarem o sonho de comprar o seu novo lar e trabalho para que esse número continue crescendo!

Sabe como eu consegui isso? Eu tenho parcerias com todas as construtoras de Passo Fundo, então 100% dos imóveis disponíveis na cidade estão ao alcance das minhas mãos. O que você precisar, eu te ajudo a encontrar. Vamos juntos construir o futuro da sua família?

© 2020 Potira Rodrigues - Todos os direitos reservados. Creci 58296